Contando Histórias – Meia calça

Em 13 de outubro de 2011   Arquivado em Moda
Há registro do uso de meia calça desde 2200 anos atrás, mas nessa época o uso era restrito apenas aos soldados que usavam para aquecer-los na época de frio, confeccionadas em lã ou algodão.
No século XIV começou a ser usado pelos nobres, exageradamente bordadas. Entre 1550 e 1650 os homens as usavam com calças que cobriam apenas as coxas.
Por volta de 1780 as meias começaram a ser produzidas com materiais mais finos e a serem usadas pelas mulheres, caindo em desuso dos homens. As mais usadas eram as 7/8 presas as coxas por fitas ou rendas.
As meias arrastão (Amo) se tornaram famosas por serem usadas pelas dançarinas de Can Can. Hoje em dia as meias são confeccionadas nos mais diversos materiais, fios e cores.

Contando Histórias – Dia das Crianças

Em 12 de outubro de 2011   Arquivado em Livros
O Dia Mundial da Criança é oficialmente 20 de Novembro, reconhecida pela ONU. Essa data foi escolhida por ser a data em que foi aprovada a Declaração dos Direitos da Criança.
O Dia da Criança no Brasil, 12 de outubro, foi criado pelo deputado federal Galdino do Valle Filho em 1920. A data só começou a ser comemorada em 1960, quando a fabrica de brinquedos Estrela fez uma parceria com a Johnson & Johnson para lanças a “Semana do Bebê Robusto” e aumentar as vendas.
É comemorado em outros países também, porém em diferentes datas.
Alemanha – 20 de Setembro
Africa Central – 25 de Dezembro
Angola, Bulgária, Camboja, Azerbaijão, Bósnia e Herzegovina, Cazaquistão, Croácia, Eslováquia, Eslovênia, Etiópia, Portugal e muuuuitos outros – 1 de junho
Argentina, Chile e Uruguai – Segundo Domingo de Agosto
Canadá – 20 de Novembro
Colômbia – Último sábado de Abril
Coreia do Norte – 2 de Junho
Coreia do Sul – 5 de Maio
Costa Rica – 9 de Setembro
Espanha – 20 de Novembro
EUA – 3 de Junho (pode variar)
Hong Kong – 4 de Abril
Japão – 3 de Março (meninas) e 5 de Maio (meninos)
Nova Zelândia – Primeiro Domingo de Março
Cada lugar tem a sua data específica para comemorar o Dia das Crianças, mas crianças devem ser respeitadas e comemorar todos os dias, não reclamar porque não ganhou o brinquedo mais caro ou que não queria o que ganhou, e sim pensar que outras crianças nem isso tem e ficam felizes apenas por conseguirem sobreviver a mais um dia de luta. E quem pode e tem condições ajude crianças abandonadas e pobres e parem de matar e maltratar aqueles que não tem como se defender, crianças são presentes divinos e não devem ser jogados fora ou humilhados como uma coisa que não se quer mais.
Todos fomos crianças um dia e não devemos deixar que esse sentimento morra nunca. Ter sentimentos e heranças de nossas crianças são sempre bem vindos, ver sempre o lado positivo das coisas, ser criativo, ter amor e respeito aos bichinhos, ter medo, aproveitar cada minuto da vida da melhor forma possível. Ser uma eterna criança é cair e ter forças para levantar e voltar a brincar, é deitar no colo dos pais, é sempre fazer um dia ser melhor do que o outro e nunca desistir dos sonhos.
Feliz Dia das Crianças a todos!

Contando Histórias – Luvas

Em 11 de outubro de 2011   Arquivado em Moda
Segundo registros históricos os Egípcios foram os primeiros a usarem luvas como acessório. Indícios mostram que as luvas nessa época eram amarradas aos pulsos com cordões.
Em 1920 as luvas se tornaram populares para os jogadores de Golf. Na década de 30 as mulheres usavam luvas como complemento aos seus maravilhosos vestidos e carteiras, dando um ar de respeito e feminilidade as damas.
Muito usadas na época de frio, mas antigamente e até hoje existem muitos tipos de luvas, de jogadores de golf, goleiros, trabalhados de construção, etc.

Contando Histórias – Lingerie

Em 10 de outubro de 2011   Arquivado em Moda
Na Idade Média era usado uma túnica com cordões que apertavam e sustentava o busto das mulheres. Na Grécia surgiu pela necessidade das mulheres de cobrirem suas intimidades, elas usavam um triângulo de tecido amarrado no quadril, considerada a primeira tanga.
Após um período surgiram lingeries de lã, mas eram desconfortáveis. Surgiram então os espartilhos, já falei sobre eles aqui, que continuavam sendo desconfortáveis.
Lingeries de tecidos finos e confortáveis só surgiram a partir de 1900. Na década de 20 as roupas intimas eram formadas por um conjunto de cintas, saiotes calcinhas e passou a ter outras cores além do tradicional branco.
Em 1950 surgiram formas mais ousadas de sutiãs e no final desta mesma época lançaram a Lycra, foi um sucesso pois permitiam os movimentos ainda estruturando os seios.
No final dos Anos 70 e ínício dos 80 cinta liga, meia 7/8 e corselets voltaram com tudo, porém muito mais confortáveis. Rendas e laços começaram a aparecer em calcinhas e sutiãs.
Hoje em dia temos muitas estampas, tecidos e apliques em calcinhas, sutiãs, meias e corsets.

Contando Histórias – Cachecol ou Lenço

Em 08 de outubro de 2011   Arquivado em Moda
Muitas vezes feito de lã, mas pode ser feito em vários tecidos. A palavra é de origem francesa “cacher” significa esconder ou ocultar, “col” significa colo ou pescoço. Esconder o pescoço!
Esconder o pescoço ou o colo do frio, mas também já foi usado para esconder do calor, dizem que os soldados  romanos usavam, nos dias mais quentes, panos molhados em volta do pescoço.
Os franceses adotaram os lenços no pescoço e é usado até os dias de hoje por mulheres e homens. A gravata moderna passou a ser usada a partir do século XIX.
Página 3 de 812345678