Wishlist – Livros

Em 14 de setembro de 2016   Arquivado em Livros

wishlist-livros

Apresento-lhes os meus desejos de livros do momento!

Os três primeiros são em inglês, o número 4 e 5 estão disponíveis em inglês e português. De qualquer forma, todos estão com a sinopse em português para atiçar a curiosidade de vocês.

1 – Just Being Audrey by Margaret Cardillo ilustrado por Julia Denos – Editora Harper Collins Publishers

De A Princesa e o Plebeu a Bonequinha de Luxo, quando Audrey Hepburn estrelou um filme, ela acendeu a tela. Seu senso para o fashion, a graça, e, mais importante, seu espírito que a fez ser amanda por gerações. Mas sua vida por trás das câmeras era ainda mais iluminada. Quando pequena crescendo em uma Europa ocupada pelo nazismo, ela aprendeu cedo que a verdadeira bondade é a melhor medida de uma pessoa – e foi uma lição que ela encorporou quando se tornou uma das primeiras atrizes a usar a fama para acender uma luz para as crianças desfavorecidas do mundo através de seu trabalho com a UNICEF.

Isso é a Audrey Hepburn quando uma pequena garota, atriz, ícone, inspiração; isso é a Audrey apenas sendo Audrey.

2 – Girl Online by Zoe Sugg – Editora Penguin

Eu tive esse sonho que, secretamente, todas as adolescentes se sentiam exatamente como eu. Talvez um dia, quando percebermos que todas nós sentimos o mesmo, poderemos todas parar de fingir que somos algo que não somos… Mas até esse dia, eu vou continuar real nesse blog e continuar irreal na vida real.

Penny tem um segredo.

Embaixo do pseudônimo Girl Online, Penny bloga seus sentimentos escondidos sobre amizade, garotos, dramas do ensino médio, sua família maluca, e dos ataques de pânico que começaram a tomar conta de sua vida. Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a manda para New York, e lá ela conhece Noah, um deslumbrande guitarrista americano. De repente Penny está apaixonada – e postando cada momento disso em seu blog.

3 – Girl Online on Tour by Zoe Sugg – Editora Penguin

A sequência do número um bestseller Girl Online.

As malas de Penny estão prontas. . . Quando Noah convida Penny para sua turnê musical pela Europa, ela mal pode esperar para passar um tempo com seu namorado, deus do rock. Mas, entre a agenda abarrotada de Noah, seus não tão bem vindos colegas de banda e  ameaçadoras mensagens de fans ciumentas, Penny imagina se realmente está preparada para a vida em turnê. Ela não pode ajudar mas sente falta da família, seu melhor amigo Elliot…e seu blog, Girl Online. Penny consegurá aprender a equilibrar vida e amor nas estradas, ou ela vai perder tudo em busca de um verão perfeito?

4 – Academia Jedi por Jeffrey Brown – Editora Aleph

O jovem Roan Novachez está ansioso! Agora que terminou a escola primária, tudo o que ele deseja é se juntar aos amigos na Academia de Pilotos. Mas seus planos vão por água abaixo quando ele descobre que foi rejeitado por essa escola e convidado a participar da Academia Jedi.
Agora, sob a tutela do mestre Yoda e cercado por aliens, robôs e outros Jedi, Roan vai enfrentar todos os desafios comuns à idade, além de aprender diversas lições importantes, como utilizar a força, duelar com seu sabre de luz e o mais difícil: dançar com uma garota.

5 – Harry Potter e a Pedra Filosofal Ilustrado por J.K. Rowling e Ilustrado por Jim Kay – Editora Rocco

Primeiro livro da série que se transformaria no maior fenômeno do mercado editorial de todo o mundo, com traduções em 75 idiomas e mais de 450 milhões de exemplares vendidos, Harry Potter e a pedra filosofal, que apresentou ao mundo o menino órfão que se descobre herói do mundo bruxo, chega às livrarias em edição ilustrada. Perfeita para a legião de fãs da série de J.K. Rowling e para as novas gerações que estão descobrindo a leitura, a nova edição é ilustrada pelo britânico Jim Kay, ganhador da Kate Greenaway Medal, que fez um trabalho minucioso ao recriar o universo de Harry Potter em imagens e cores. O livro tem capa dura com sobrecapa e miolo em papel couché.

Livros de Julho

Em 27 de julho de 2016   Arquivado em Livros

002

Fazia tempo que não conseguia ler tantos livros como fiz agora nas férias! Estou comprando livros como se não houvesse contas para pagar! Kkk!

O mais importante é que não me arrependi de nenhum dos que comprei nem do que peguei emprestado com a minha irmã (porque afinal, tenho sim contas a pagar).

 

A Fera em Mim

Título Original: The Beast within

Autora: Serena Valentino

Ano: 2016

Editora: Universo dos Livros

Sinopse: Não importa qual versão da história você conhece, as perguntas que ficam são: como o príncipe se transformou na famosa Fera? Com ele conseguiu conquistar o frágil e inocente coração de uma das personagens mais amadas de todos os tempos? Pode o amor transformar alguém tão profundamente? A verdade é que as coisas nem sempre são como parecem.

Minha Opinião: Eu tinha visto esse livro na Disney e já tinha ficado super curiosa para ler, agora que o li posso falar mais sobre o outro lado da história A Bela e a Fera. É maravilhoso poder responder perguntas que sempre tive desde criança, quando assistia a animação, que na época era minha preferida. Tive que assistir o filme de novo porque algumas coisas não estavam batendo com o que me lembrava na história, e cheguei a conclusão de que não é perfeitamente igual mas fiel suficiente para conquistar, mais uma vez, meu coração. Um livro de leitura leve e que te prende capítulo após capítulo.

Não posso deixar de elogiar a arte feita nesse livro, um lado a fera no outro o príncipe. Um livro muito bonito, tanto por dentro quanto por fora e que vale as horas que dediquei a ele. Se você acha que sou suspeita por gostar demais da história e meu julgamento foi alterado por isso, experimente e me diga!

 

A Mais Bela de Todas

Título Original: The fairest of all: a tale of the Wicked Queen

Autora: Serena Valentino

Ano: 2016

Editora: Universo dos Livros

Sinopse: Será que você conhece realmente a origem da Rainha Má? Este livro vai te contar uma história desconhecida até então. Ela é sobre amor e perda, com uma pitada de magia. Descubra aqui o que se esconde por trás do olhar enigmático da mais bela de todas.

Minha Opinião: Será que uma pessoa é má porque simplesmente quer ou porque foi levada a isso? As vezes caminhos tortuosos, que não foram uma escolha, aparecem em nossa vida e ninguém pode prever a reação que teremos, podemos apenas supor. Começamos a entender os vilões das nossas histórias desde o filme da Malévola, e acho que com esse livro pude entender, até questionar, como uma pessoa se torna má. Nem sempre a escolha foi dela, as vezes a vida levou ela a isso.  É uma história bonita e com um final que não esperamos nem de longe ver no desenho animado de nossa infância mas que me surpreendeu e me agradou de uma forma que eu não esperava.

Outra coisa muito interessante é a forma como ela une esse livro com A Fera em Mim de um jeito sútil. Podemos também ver um pouquinho de outras histórias das clássicas princesas no dois livros, quando são citadas como contos de fadas ou histórias “reais” sendo contadas.

Outro livro muito bonito! Se eles não te encantarem apenas pela capa, acredite em mim quanto digo que você deve lê-los! Você não vai se arrepender, isso eu garanto!

 

#GIRLBOSS

Autora: Sophia Amoruso

Ano: 2015

Editora: Seoman

Sinopse: #GIRLBOSS inclui a história de Sophia, mas é infinitamente maior que Sophia. É profundamente pessoal, mas universal. Repleto de avisos insolentes, observações sagazes e histórias dos bastidores da acensão meteórica da Nasty Gal, #GIRLBOSS também cobre vários outros assuntos.

Minha Opinião: Achei muito bom, pois Sophia é a prova de que você não precisa cursar uma faculdade (não estou mandando ninguém largar a faculdade hein?!) para ser bem sucedida, você precisa querer ser bem sucedida. Você precisa entender a si mesma para saber do que gosta e o que faz de melhor (seja honesta nessa parte). Aceitar que nada na vida cai do céu, tudo bem a chuva cai mas só isso, é um ponto essencial. Você tem que se dedicar ao que você quer e não ser preguiçosa. Um livro de leitura rápida, com perfis de outras profissionais contando suas histórias, conselhos, dicas e ilustrações bonitas. Provavelmente não leria todo de novo, mas com toda certeza quero ter ele na minha estante e consultar sempre que preciso. Nem que seja para dar aquela chacoalhada pra acordar sabe?!

Confesso que em algumas partes me peguei pensando se realmente eu estava me dedicando aquilo que eu gosto. Querem saber a resposta? Um NÃO bem grande e que agora está martelando na minha cabeça e mandando esse meu comodismo ir pastar. Sendo assim, levante a bunda dessa cadeira e corra atrás do que você quer porque, simplesmente, você pode!

 

Como eu era antes de você

Autora: Jojo Moyes

Ano: 2012

Editora: Intrinseca

Sinopse: Ela sabe quantos passos separam sua casa do ponto de ônibus. Sabe que adora trabalhar como atendente em um café e sabe que provavelmente não ama seu namorado, Patrick.

O que Lou não sabe é que está prestes a perder o emprego, e que isso a obrigará a repensar toda sua vida.

Will Traynor, por sua vez, sabe que o acidente com a motocicleta tirou dele a vontade de viver. Ele sabe que o mundo agora parece pequeno e sem graça, e sabe exatamente como vai dar um fim a tudo isso.

O que Will não sabe é que a chegada de Lou vai trazer de volta a cor à sua vida. E nenhum deles desconfia de que esse encontro irá mudar para sempre a história dos dois.

Minha Opinião: Com o estouro do filme que me deu vontade de ler o livro e para ver o filme gostaria, se possível, ler o livro primeiro. Foi o que fiz! Agora já estou preparada para ver o filme. Uma lição de vida em forma de livro, questionando coisas que só paramos para pensar quando nos vemos nas mesmas situações dos personagens. Emociante, mas sou uma pessoa durona e é preciso muito para me fazer chorar. O livro quase conseguiu isso! Acreditem ou não, isso é um elogio. Pode ser que com o auxílio das imagens no filme a história consiga me levar as lágrimas.

Livros de Março

Em 29 de março de 2016   Arquivado em Livros

livrosmarço2016

Por uma Vida mais Doce

Autora: Danielle Noce

Editora: Melhoramentos

Sinopse: As melhores receitas do I Could Kill For Dessert, o maior site de confeitaria do Brasil, agora em suas mãos! Conheça toda a delicadeza de Danielle Noce em mais de 170 deliciosas receitas. Explicadas de maneira muito simples, elas são acompanhadas de belíssimas fotos que ajudarão você a montar perfeitamente cada prato. E não se preocupe se você não conseguir entender algum passo do modo de fazer: o livro traz vários links que você poderá acessar e ver a Dani preparando a receita com muita graça e doçura.

Minha Opinião: O livro mais caprichado em todos os detalhes que eu já vi. São muitas receitas, desde as mais simples até as mais complicadas, das que ninguém experimentou até as favoritas da galera, das tradicionais brasileiras as tradicionais francesas, tudo isso com fotos e código QR para acessar aos vídeos e ainda com ilustrações muito fofinhas da Beatriz Sanches. De certa forma também é um livro interativo pois tem duas partes dedicadas a receitas da sua família e bandeirinha para recortar e decorar suas receitas preferidas.

Ainda não fiz nenhuma receita por falta de tempo não por falta de vontade. Não achei um livro difícil de entender, tem tudo muito bem explicado e  dicas de como pode ficar melhor ou mais fácil. Não é um livro muito baratinho, eu mesma paguei R$80 na promoção. Sim minha gente! Promoção! Não me arrependo por que amei! Tem duas opções, com as bordas da página rosa ou branca. Veio com um marca página e duas cartelas de adesivos para potes que já estou usando para deixar minha cozinha mais bonita.

 

A Receita da Felicidade

Autora: Danielle Noce

Editora: Melhoramentos

Sinopse: A felicidade está nos mais singelos gestos do nosso dia a dia, no olhar de quem nos ama, no cheiro de bolo pela casa, no balançar do rabo do nosso cachorro e também nas descobertas de quem realmente somos. Espero que esse pequeno livro te traga tantas alegrias quanto me trouxe ao faze-lo. Que você se divirta preenchendo suas páginas e aprenda um pouco mais sobre você com ele.

Minha Opinião: Amo livros interativos e esse não foi diferente! Primeiro porque fui no lançamento, contei aqui, e peguei o rabisco da Dani. Segundo porque o livro é a coisa mais fofinha e delicada que eu já vi na vida. Capa rosinha e atrás verde com o código de barras que é um coração (ah para né!).

Achei esse livro da Dani mais pessoal, contando mais sobre ela e a vida dela ao mesmo tempo que você descobre coisas sobre você mesma, porque a Dani fala coisas sobre ela e pergunta coisas sobre o leitor. Com espacinhos reservados para fotos, receitas e desenhos. Um livro mais acessível do que o Por uma Vida mais Doce, está custando em torno de R$28. Já li o meu e já comecei a fazer meus rabiscos e colagens.

 

Quem é você, Alasca?

Título Original: Looking for Alaska

Autor: John Green

Editora: Intrinseca

Sinopse: “E naquele quase-momento entre nós dois, eu percebi que me importava com ela, pelo menos um pouco. Não sei se gostava dela, e tinha minhas dúvidas quanto a confiar nela, mas me importava o bastante para tentar descobrir. Ela na minha cama, aqueles olhos verdes enormes me encarando. O mistério infindável do seu sorriso irônico, quase malicioso.”

Minha Opinião: Eu diria que é bem ok, mas não é nada demais. Foi um livro que só me prendeu na segunda parte e que nem assim achei ele lá essas coisas. A história é fraca e, em vários aspectos acho os livros dele meio repetitivos. São livros bem adolescentes e acho que se eu tivesse lido na minha adolescência talvez tivesse gostado bastante.

 

Cidades de Papel

Título Original: Paper Towns

Autor: John Green

Editora: Intrinseca

Sinopse: Na minha opilião, todo mundo tem seu milagre. Por exemplo, muito provavelmente eu nunca vou ser atingido por um raio, nem ganhar um prêmio Nobel, nem ter um câncer terminal de ouvido. Mas, se você levar em conta todos os eventos improváveis, é possível que pelo menos um deles vá acontecer a cada um de nós. Eu poderia ter presenciado uma chuva de sapos. Poderia ter me casado com a rainha da Inglaterra ou sobrevivido meses à deriva no mar. Mas meu milagre foi o seguinte: de todas as casas em todos os condados da Flórida, eu era vizinho de Margo Roth Spiegelman.

Minha Opinião: Não falei muito no livro anterior porque também li esse e aqui vai a minha conclusão. John Green é, em todos os 3 livros que li, muito repetitivo. Tem sempre um amigo novo (ou um velho que volta) e que é mais ousado, leva o personagem principal a viver várias aventuras, descobrir coisas novas, basicamente adolescentes tentando se encaixar e entender o mundo. Ai alguém morre, some ou sei lá o que e todos querem descobrir o mistério ou entender o porque. Acabam por se conformar e tentam voltar suas vidas ao normal sem nunca esquecer o que passou. Gostaria muitos de ler outros livros dele pra tentar tirar essa impressão (se é que tem como) mas até aqui não tenho me surpreendido muito.

Livros de Dezembro

Em 30 de dezembro de 2015   Arquivado em Livros

dezembro2015

Venho hoje para mostrar pra vocês os últimos livros do ano de 2015. Eu sei que eu leio bastante mas em dezembro só consegui (por vários motivos) ler 2 livros que, sendo obras especiais, acho que valem por mil.

Um deles é sobre Star Wars, então não tem como não gostar, o outro é um clássico e considerado o segundo livro mais lido do mundo (só perde para a Bíblia). Então como sempre vou falar mais um pouquinho de cada um pra vocês.

 

Manual do Império

Título Original: Imperial handbook: a commander’s guide.

Editora: Bertrand Brasil

Autor: Daniel Wallace

Sinopse: O Império tomou conta da galáxia. Com a expansão, oficiais do alto escalão de cada setor das forças armadas registraram diretrizes táticas e procedimentos, além de relatos de missões e documentos confidenciais para todos os comandantes recém-promovidos.

Na esteira da Batalha de Endor, a Aliança Rebelde interceptou este manual ultrassecreto e o fez circular por seus comandantes, que escreveram comentários e notas nas margens.

Minha Opinião: Um livro incrivelmente detalhado e instrutivo para aqueles que (assim como eu) sempre ficaram se perguntando como funcionavam as naves, as armas e detalhes que os filmes não esclarecem por completo (claro que por vários motivos e estudando cinema entendo perfeitamente), só que acontece que eu sou uma pessoa um tanto curiosa quando se trata de obras grandiosas como esta. O Manual do Imério mostra detalhes de como e onde são fabricadas as naves e armas e esclarece muito sobre os exércitos também, mas a minha parte preferida são os comentários da Aliança Rebelde, principalmente os do Han Solo. Um manual que todo fã de Star Wars deve ler, não importa de que lado esteja.

 

O Pequeno Príncipe

Título Original: Le Petit Prince

Editora: Companhia da Letras

Autor: Antoine de Saint-Exupéry

Sinopse: Nesta edição, depois de ler a história do piloto que encontra um menino do deserto do Saara, o leitor é convidado a fazer um mergulho na vida do autor e nos detalhes e curiosidades que envolvem a obra, em um profácio recheado de fotos inéditas e informações preciosas, escrito por Mônica Cristina Corrêa – encarregada também da tradução -, especialista na história da Aéropostale no Brasil e na obra de Saint-Exupéry.

Minha Opinião: Um clássico que atravessa gerações, uma pena eu não ter lido quando era criança. Claro que não é a primeira vez que eu leio, mas teria sido um prazer saber a minha reação ao lê-lo quando pequena, pois tento imaginar com que olhar eu enxergaria esse livro. Não é que eu não goste dele hoje, muito pelo contrário, mas como o próprio autor diz, a gente vê as coisas com olhos diferentes quando é criança. Essa edição é muito interessante pois, com ela, consegui saber um pouco mais da vida e das inspirações do autor. Outra curiosidade que tenho, agora que estudei francês, é ler a versão original. Quem sabe ela não aparece muito em breve aqui?!

Livros de Novembro

Em 01 de dezembro de 2015   Arquivado em Livros

novembro01

Até mais, e obrigado pelos peixes!

Título Original: So Long, and Thanks for All the Fish

Autor: Douglas Adams

Editora: Sextante

Sinopse: Depois de viajar pelo Universo, ver o aniquilamento da Terra, participar de guerras interestelares e conhecer as mais extraordinárias criaturas, Arthur está de volta ao seu planeta. Tudo parece igual, mas ele descobre que algo muito estranho aconteceu na sua ausência. Curioso pelo fato e apaixonado por uma garota tão estranha quanto o que quer que tenha acontecido, ele parte em busca de uma explicação.

Minha Opinião: O fim de uma viagem emocionante e muito, mas muito mesmo, louca. Se você leu todos os outros livros, vai gostar de ler e saber o que aconteceu com Arthur, Ford e algumas figuras novas que aparecem para dar esse desfecho, tão loucas quanto a história toda. Eu gostei desse final, apesar de ser bem diferente do que eu imaginava.

 

Os famosos e os duendes da morte

Autor: Ismael Caneppele

Editora: Iluminuras

Sinopse: É um livro sobre a vida de um garoto adolescente e suas experiências. Ele observa as ruas, experimenta coisa como baseado, álcool, desejo e sexualidade e o livro narra como isso pode ser confuso para essa idade.

Minha Opinião: Esse foi um livro que tive que ler para as aulas de Literatura e Narrativa Moderna. Não gostei muito do livro, como história, talvez por já ter passado da idade do personagem, porém gostei da forma confusa que ele escreve e usa elementos do que está em volta do personagem para mostrar como ele se sente ou vê as coisas.

 

Protocolo Bluehand: Alienígenas

Autores: Eduardo Spohr, Alexandre Ottoni e Deive Pazos

Editora: Nerd Books

Sinopse: O Protocolo Bluehand é um conjunto de diretrizes e conhecimentos que farão a diferença na subsistência e resistência contra os mais diversos perigos ignorados pelo senso comum social.

O codinome Bluehand nasceu no site Jovem Nerd como sinônimo de uma pessoa curiosa e interessada, o típico nerd, aquele sujeito que, por sua inteligência e sapiência, torna-se-ia indispensável em uma situação de emergência.

No entanto, esse termo deve ser extrapolado acima de um único indivíduo, se a raça humana aspira sobreviver a um evento de proporções cataclísmicas. Quem devemos procurar em uma sociedade fragmentada pela obliteração de organizações políticas, civis e militares? Se você leu este livro, já sabe a resposta.

Minha Opinião: Não tem como não gostar de um livro desse, pois ele, além de te fazer ter horas de uma boa leitura, te prepara para as situações mais adversas das quais não imaginamos passar nunca na vida, mas vai que? Eu prefiro não me arriscar e estar preparada pra alienígenas, zumbis e toda essa loucura, afinal é melhor prevenir do que remediar. Um livro que traz referências históricas, comprovações e alguns boatos, mas ele deixa bem claro o que foi comprovado e o que não foi. Achei interessante ler e saber várias coisas diferentes como as espécies alienígenas e o que elas querem com a Terra, afinal nunca vi nada, mas também não sou cega ao ponto de achar que podemos ser os únicos no universo. Um livro muito interessante e que gostei, mas acho que vou gostar mais ainda do Protocolo Bluehand: Zumbis.

 

Story – Substânica, Estrutura, Estilo e os Princípios da Escrita de Roteiro

Título Original: Story – Substance, Structure, Style and the Principles of Screenwriting

Autor: Robert McKee

Editora: Arte e Letra

Sinopse: Diferentemente de outros livros sobre escrita de roteiros, Story é sobre forma, não fórmula. Empregando exemplos de mais de cem filmes, McKee usa uma filosofia que vai além das rígidas regras para identificar elementos mais elucidativos que distinguem estórias de qualidade de outras. Começando com definições básicas, McKee não apenas desvenda brilhantemente os mistérios da estrutura padrão de três atos, mas também desmistifica estruturas incomuns como as de dois atos, sete atos e oito atos. Expõe as limitações de cada gênero, ressaltando a importância do tema, ambiente e atmosfera; e enfatiza a importância de personagem versus caracterização.

Minha Opinião: É um livro cheio de detalhes sobre como escrever um bom roteiro, etapa por etapa, com exemplos de filmes e roteiristas. Mostra com bastante objetividade o que funciona e o que não funciona e guia um jovem roteirista ao sucesso. Como sempre, entra livro e sai livro e continuo não gostando de roteiro, mas esse é um dos livros mas indicados quando se trata dessa matéria pela qual não tenho nenhum apreço.

 

Cinquenta Tons de Liberdade

Título Original: Fifty Shades Freed

Autora: E. L. James

Editora: Intrinseca

Sinopse: Quando Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey; teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas práticas sexuais de Christian, Ana exige um compromisso mais sério. Determinado a não perdê-la, ele concorda.

Agora Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades à sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele deve aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar dos fantasmas do passado.

Quando finalmente parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, o destino muda mais uma vez, e os piores medos de Ana podem se tornar realidade.

Minha Opinião: Hoje vejo muitas coisas que não gosto nessa série, como a submissão dela, o ciúme e como tudo acontece muito rápido, mas confesso que foi bom, mesmo depois de muito tempo, ler esse terceiro volume e ter um final para essa história.

 

The Wonderful Wizard of Oz

Autor: L. Frank Baum

Editora: Collins Classics

Sinopse: Swept away from her home in Kansas by a tornado, Dorothy and her dog Toto find themselves stranded in the fantastical Land of Oz. As instructed by the Good Witch of the North and the Munchkins, Dorothy sets off on the yellow brick road to try and find her way to the Emerald City and the Wizard of Oz. With her companions the Scarecrow, the Tin Woodman and the Cowardly Lion, she experiences an adventure full of friendship, magic and danger. A much-loved children’s classic, The Wonderful Wizard of Oz continues to delight readers young and old with its enchanting tale of witches, flying monkeys and silver shoes.

Minha Opinião: Não sei como demorei tanto tempo para ler esse clássico. Li o pocket em inglês e comecei ele na viagem, mas terminei aqui mesmo (lá não tinha muito tempo), e descobri que gosto do livro tanto quanto dos filmes. Uma história cheia de elementos que nos mostram a humildade, ajuda e companheirismo (inclusive dos bichos com os humanos). Gosto da forma como o grupo vai se formando e sempre gostei dos personagens. Uma história que merece ser chamada de clássico e que eu acho que todos deveriam ler pelo menos uma vez na vida.

 

A Rainha dos Cárceres da Grécia

Autor: Osman Lins

Editora: Companhia das Letras

Sinopse: Um obscuro professor secundário de biologia tenta, dia após dia, interpretar o único romance escrito por sua falecida amante, Julia Marquezim Enone, chamado A Rainha dos Cárceres da Grécia. Durante a leitura do professor, dua voz se mistura com a de sua musa, e ambas se dissolvem na trajetória da personagem-narradora criada por Julia, a delirante Maria de França, que empreende uma jornada kafkiana pelos labirintos do INPS em busca da aprovação de sua aposentadoria por invalidez.

Maria de França narra sua saga em ritmo delirante, sem distinguir tempo nem espaço. Em suas alucinações, perde-se entre os meandros da burocracia da Recife dos anos 1970 e Pernambuco da época de Nassau. Dentro de Maria de França vive ainda Ana, A Rainha dos Cárceres da Grécia, verdadeira lenda que comete toda sorte de contravenção com o único objetivo de voltar a ser sempre capturada e confinada em presídios.

Ana dribla leis, tribunais e juízes para conseguir o perdão, que lhe concederá a chance de cometer novos delitos e ser presa outra vez. Mulher que conhece, no tramado da força e da administração, todas as saídas, ela alcança o que Maria de França nunca alcançará: move-se com desenvoltura no mundo burocrático, talvez simples metáfora do mundo.

Minha Opinião: Li para a faculdade (Literatura e Narrativa Moderna) e gostei do livro, e principalmente do livro dentro do livro. O Narrador personagem é quem fala sobre o livro de Maria de França, o que me fez querer ler o livro de Maria de França. Gosto da história dela e do narrador, dele ter sido avisado que os temores de Julia era que ficassem loucos os que lessem sua obra e este é o fim do narrador. Não gosto muito quando ele entra muito a fundo nos assuntos e pesquisas para tentar dar um significado para o livro, mas gosto bastante quando, mais para o final, vemos que o modo como ele escreve, com devaneios e desvios, nos faz perceber que a loucura chegou para ele também.

Página 1 de 71234567